quarta-feira, 12 de outubro de 2016

O amor e sua mulher



O amor tem mãos muito sensíveis,
apareceu na cozinha e disse:
"cadê meu café"?
Sorri.
Abracei-lhe forte,
e disse que estava perto de estar pronto.
Tomamos.
Ele disse  assim:
"vim lhe visitar,
estava saudoso de você
minha amiga".
Contou-me
que queria escrever
sobre uma mulher,
uma mulher
meio fraca e meio forte.
"Um poema comum sabe"? (Declarou).
Respondi que poderia entender.
Ele leu o poema quase pronto
sobre essa mulher.
Exclamei que era lindo seu texto
e que ela é interessante.
Ele confessou:
"é minha mulher".
Eu lhe falei que ficava feliz
em saber que sua mulher é assim:
fraca e forte.
Ele sorriu e confessou outra coisa:
"eu amo minha mulher assim: forte e fraca".
O amor é completamente apaixonado por sua mulher.
O nome dela é Amizade.
(solineide)

Nenhum comentário:

Postar um comentário