domingo, 24 de julho de 2016

POEMA PARA MINHAS IRMÃS SELMA E CÉLIA (De Solineide, com amor)


Os livros

 o hidrocor novinho.

 A caixa de lápis de cor.

 A mochila!

 Nossa... A mochila branca

 com feches vermelhos...

 Os lápis, as canetas,

 os cadernos:

 de 10 matérias!

 Uau...

 Depois os livros,

 todos forrados com plástico,

 para servirem

 para outras pessoas...

 Quanta riqueza numa família pobre.

 Quanta amorosidade sem dizer

 uma simples palavra.



(Durante os aos todos, depois que começou a trabalhar, minha irmã Selma e minha irmã Célia, compravam todo o material escolar e didático de todos os irmãos. Todos... Eu agradeço por esse gesto enorme, minha querida! Sempre achei lindo e comovente!)

Nenhum comentário:

Postar um comentário