segunda-feira, 20 de julho de 2015

DESARME SEU CORAÇÃO

Em verdade, em verdade as coisas andam “complexas”... Difícil não sentir a poeira densa que se movimenta em torno dos humanos. No entanto, esse peso é oriundo de nós mesmos: de nossos pensamentos difíceis, desarmônicos e densos.
A corrupção é uma das grandes causas desse clima, o sexo desequilibrado, a ganância por poder ou qualquer outro tipo de matéria.
Quem é calmo, injustamente é tido como “mole”, quem é bom, é apelidado de “trouxa”, porque tem que ser apressado, tem que sair correndo na frente, tem que passar na dianteira de todos (mesmo na escada rolante). Tem que ser espertalhão...
Falando nisso, hoje vi alguém tomar uma escada rolante. E, na leitura simples dos que leem “frerianamente”, não é difícil perceber que, quando se toma a esteira rolante, subentende-se que você quer ir devagar, ou quer descansar um pouco as pernas, quando toma uma escada rolante. Fica claro, que você está sem muita pressa, quer se deter ali, um pouco, seja lá por qual razão seja.
Porém, os mais “rápidos” podem ser cruéis com você. Podem lhe dar aquele típico empurrão silencioso, aquele, que segura em sua cintura e diz com falta de fraternidade: “licença”. Mas essa licença é inválida, porque o empurrão mascarado denuncia a falta de educação. O empurrão que mascara a palavra licença, escorrida pelos dentes cerrados, é que fica. Porque está na cara que essa postura é típica de uma identificação grosseira, de quem já se habituou a ser rude.
Em verdade, em verdade, mantemos uma relação doentia com o lobo que há em nós e não adianta falar mal do corrupto que rouba zilhões, porque sua descortesia é corrupção para a alma poética do Planeta que já indicou várias vezes que já não aguenta mais nossas descortesias.
Fica claro que a corrida pelo sucesso, que sugere ser sempre no setor financeiro, é apostada pela maioria. Essa mesma maioria que pede licença com dentes cerrados e baba escorrendo, essa mesma maioria que “indiferencia” qualquer noção de carência, essa mesma maioria que maldiz o corrupto e faz carteirinha de ônibus com endereço fraudado...
Precisamos nos tornar mais leves, mais harmônicos, mais completos e não mais complexos... O Planeta agradece.

Solineide Maria de Oliveira do Patrocínio Rodrigues - 20 de Julho de 2015.


Nenhum comentário:

Postar um comentário