quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Flora (uma cartinha de amor)

Minha filha,
nesses 17 anos em que nos conhecemos e compartilhamos o crescimento dos nossos Espíritos, estou feliz de ver, daqui, de longe, como você progrediu.
Como você está bem... E como você é linda, mas linda mesmo, na alma.
Passei por ruas onde passamos quando moramos aqui em São Paulo. 
Ouvi sua fala de menina que queria estar comigo sempre.
"Mamãe, se for longe, mesmo assim, eu vou". Você me dizia. E você ia comigo...
Andamos ruas e ruas juntinhas. Você falando coisas de criança e eu sorrindo de suas palhaçadas...
Você perdeu, um pouco, esse dom, mas continua linda na alma.
Você me ensinou muito. Aprendi, por exemplo, que devo dar mais razão a mim mesma e que ouvir os outros, só se for para me melhorar.
Você sempre me diz:
"Mãe, a felicidade da gente incomoda aos demais"...
Amanhã lhe conto mais sobre minha saudade e meu amor por você.
Sua mãe

(Solineide Maria)

Um comentário: