quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

A saudade da plantinha miúda

A sua falta
Me deixa meio troncha
Prum lado...
Assim como uma planta
Frágil, coitadinha.
Dessas que são sustentadas
Por um cabo de arame...
Igual a uma plantinha
Lembra uma plantinha
Que minha mãe cuidava
Quando em criança...
Ela falava para ela:
“Ô moça, cresça,
apareça”...
Um dia ela plantou
 Junto dela,
Outra plantinha.
A plantinha miúda
Danou-se a crescer,
Abraçada
Amorosamente
Ao seu companheiro
De terra...

SOLINEIDE MARIA DE OLIVEIRA 9-01-14 (Para J.R. - a outra plantinha...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário