quinta-feira, 28 de novembro de 2013

ROGATIVA




 Abraça-me como quem nunca sentiu
um corpo de mulher em suas mãos.
Abraça-me como quem está febril,
mas firme como quem sabe do amor.
Abraça-me como se pudesses ser
o nobre Baltasar da minha vida.
E como se eu pudesse ser pra ti
uma forte e corajosa Blimunda.

SOLINEIDE MARIA DE OLIVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário