terça-feira, 13 de agosto de 2013

DECIDIR

Decidi abandonar a roupa antiga.
Estava difícil de se agarrar à minha pele...
Curar mazelas desse peito iludido: nova intenção...
Insistirei em luz mais bela pro meu destino...
Dobrar esquinas, ver novas vias, abrir vielas...
Ir cada vez mais adiante: outra vontade.
Rimar o verbo acreditar, com os mistérios do coração.

Solineide Maria (13-08-2013)

Nenhum comentário:

Postar um comentário