segunda-feira, 29 de abril de 2013

Mais um dia

A vida abre mais uma oportunidade.
O céu avisa que mais tarde vai chorar.
Minha caneta, meus papeis sobre a mesa
parecem mortos que não se deixam deslembrar...

A sala pobre, mas arrumada me empresta um canto.
Sento e bebo um bom café enquanto assisto
o mundo inteiro se transformando em vão presente...
Silencioso, Deus observa, muy descontente.

Tomo o café e então concordo com a escritora:
"não há notícia, hoje em dia, tudo é desgraça".
A gente lê, a gente ouve, a gente nada...

Troco de roupa, pego a pasta: livros, cadernos.
Vou trabalhar, talvez encontre um texto bom,
que me abrace e apague tudo que não traz graça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário