sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Versos para confortar

Toma meus versos nesse momento de indecisão,
faz dele um pouco de lenitivo e fique quieto(a).
Toma meu verso e deite nele sua aflição,
não se incomode, pode pegar a minha mão.

Toma meus versos e faça dele seu estandarte,
leve-oo aos pés da Doce Mãe, que entende dores.
Ainda mais quando são assim por GRANDES AFETOS...
Toma meus versos, são o que tenho para ofertar-te.

Sinto-me triste por estar longe, sem abraçar-te
Mas minha alma está bem perto é só chamar-me.
Toma meus versos e, desse jeito, plasmarei forma.

A vida traz umas lições muito difíceis...
Toma meus versos e não se esqueça:
toda angústia chega, ensina e vai embora.


Solineide Maria
Para Marise e para um amigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TEMER APROVA O TRABALHO ESCRAVO

De onde saiu essa criatura que atende na função de Presidente de um país com gente que trabalha para pagar feijão, arroz, carne seca, água?...