sábado, 23 de fevereiro de 2013

Tempo para amar


Meu pai está febril faz quatro dias.
Minha mãe reza e faz o café.

Ela pergunta se tenho muita coisa pra fazer;
respondo que sim, mas que dará tempo para tudo.

Ela diz que deveríamos ter um Plano...
Eu respondo que todos deveriam ter.

Ela termina o café e me dá um pouco,
no copo “Cica”...

Como sempre, delicioso!
Minha filha dorme.

Minha mãe pergunta se está na hora
de dar o outro remédio para meu pai,
Respondo que não,
é para dar de seis em seis horas
(explico novamente o procedimento).

Minha mãe reza...
São seis horas da manhã de sábado.
De um sábado com a cara fechada
(vi pela janela).
Mas na casa, o tempo está perfeito para amar.

Solineide Maria
Para minha mãe e meu pai e minha filha.


Nenhum comentário:

Postar um comentário