quinta-feira, 4 de outubro de 2012

JARDINEIROS INFIÉIS...

Onde estão as rosas que colhi na manhã de ontem? 
Não cuidei bem delas... feneceram rápido.
No primeiro ato de intolerância... 
Na impaciência. 
Na voz áspera.
Por que se perde o vigor com tanta pressa?
Por que nossas rosas são tão efêmeras?
Por que será que cuidamos tão mal dos nossos jardins internos... Logo eles que não são suscetíveis às estações do ano?..

Solineide Maria de Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário