segunda-feira, 17 de setembro de 2012

A poesia pródiga

O verso volta:
tempo é nada,
vida é tudo.

O verso volta:

tudo parece
normal.


A poesia
sempre ampara
um filho bom.

O vate volta:
contra apatia
tempo é sal...



De Solineide Maria
Para o poeta Baudelaire

Nenhum comentário:

Postar um comentário