segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Um bilhete para Flora



No breve espaço escrevo seu nome.
Meu único poema perfeito, sem equívocos.
Meu coração é só amor. Resguardo o fôlego...
Flora, por que suas mãos são tão companheiras ?
Por que confias assim? Ser mãe não quer dizer ter fortaleza.
Saiba: você  veio ajudar-me em meu jardim.

Solineide Maria
2003


Nenhum comentário:

Postar um comentário