domingo, 29 de julho de 2012

Deus Hawking

Amo este homem com história cabalina.
A sua paz, o seu cabelo, a sua palma...
Amo, admiro, mais do que a um irmão;
ele me faz acreditar que sou divina.


Ele me faz parar e ler horas seguidas...
Faz-me acordar para entender a minha dor,
e desse jeito reverter descrença em luz.
Amo esse homem, inventor do novo amor...


Ele está torto, mãos e pés não funcionam.
Outra pessoa agora veste-lhe as roupas. 
Precisa muito de ajuda para tudo:
número um, número dois, limpar a bunda...


No entanto, longe de toda humilhação
que tal condição pudesse indicar,
Hawking é deus aqui na Terra para a Ciência.


Agora faz leitura até da mente!
Tornou sua aflição experimento,
erguendo o seu próximo descrente...




Com amor, para Stephen Hawking!

2 comentários:

  1. bela homenagem. Você agora lê Ciência?
    rs
    brincadeira Sol
    Tiago (Itapitanga)

    ResponderExcluir