segunda-feira, 28 de maio de 2012

Chaves de casa



Parada estou,
em frente a uma casa.
Moro aqui? 


Onde esqueci 
as chaves de casa?
Não desta aqui: 
física, material,
mas da outra... 


A que me deixava entrar 
e fazia cócegas 
 nas minhas mãos...
E me dava 
um copo com água
... e me dava pão... 
... e café e amor... 


Cadê as chaves de casa?...
Meu Deus!
Cadê a casa 
onde minhas angústias 
descansavam?!

Um comentário: