segunda-feira, 16 de abril de 2012

MAIS UM AMOR NÃO CORRESPONDIDO...

O sorriso nasceu alegre
e cumprimentou o "Amado Mestre".
O Mestre apenas disse: 

Olá.
Não sorriu,
não deu a mão,
não se interessou pelo carinho...
Mais um amor não correspondido...
pensei baixinho comigo,
enquanto voltava para minha cadeira.
Ele não analisou meu discurso amoroso,
nem o meu outro discurso,
dessa vez físico:
de tristeza
e desapontamento.
Foi embora e não procurou meu olhar
para dizer tchau, 

sei lá...
Amor não correspondido sempre afeta...



Dedico este poema para meu ENORME amigo Agildo.

Um comentário:

  1. são as nossas "expectativas" ne Sol? Nós nos damos visceralmente em nossas relações e, em geral, as pessoas querem relações superficiais... Fica triste não amiga, eu te amo!
    Lili (SP)
    p.s. continuo com problemas para postar comentários com meu endereço.

    ResponderExcluir

TEMER APROVA O TRABALHO ESCRAVO

De onde saiu essa criatura que atende na função de Presidente de um país com gente que trabalha para pagar feijão, arroz, carne seca, água?...