terça-feira, 27 de março de 2012

Sofrimento de um amante

Eu sofro feito um poeta
que escreveu um verso:
lírico, belo, original,
mas não pode assinar.

Sofro essa paternidade
que não pode se dizer,
que não se mostra,
que é abortada...

O verso ali a me olhar
mas sem poder falar:
meu pai, minha mãe!
Como dói meu filho...

Um comentário:

  1. Bom dia

    Um Salmo, sem motivo especifico por ter deixado no seu blogger, mas especifico para que leia, simplesmente pela leitura das Escrituras de Deus, que sempre fala ao nosso SER.

    SALMO 10

    17 SENHOR, tu ouviste os desejos dos mansos; confortarás os seus corações; os teus ouvidos estarão abertos para eles;

    18 Para fazer justiça ao órfão e ao oprimido, a fim de que o homem da terra não prossiga mais em usar da violência.

    Abraços
    Jesus Cristo te Ama!
    Ele é o Caminho a Verdade e a Vida

    ResponderExcluir

TEMER APROVA O TRABALHO ESCRAVO

De onde saiu essa criatura que atende na função de Presidente de um país com gente que trabalha para pagar feijão, arroz, carne seca, água?...