sábado, 24 de março de 2012

Navegação possível...


Vou seguindo velhos barcos.
Embora a alma careça
de novas rotas.

Um comentário:

  1. muito singelo!
    é por ai mesmo...
    sempre precisamos d novas rotas...

    ResponderExcluir