segunda-feira, 29 de agosto de 2011

DE AGORA EM DIANTE

De agora em diante,
Uma flor basta.
Um verso já dá conta...
Um poema inteiro é luxo!
De agora em diante,
Acho que meia palavra basta...

Nenhum comentário:

Postar um comentário