quinta-feira, 30 de setembro de 2010

A Poesia não é brinquedo (coitadinho do poeta)

A Poesia não é brinquedo.
Não manda recado.
Não diz a que horas chegará.
A Poesia não marca encontro.

A Poesia é quem manda.
O poeta obedece.
A Poesia é Senhora,
tem validade ad eternum.

O poeta, coitado, pensa
que manda.
O poeta, coitadinho,
pensa que é dono...

Senhora é a Poesia.
A Poesia tem a chave da hora,
tem a hora,
é dona de si.

Coitadinho do poeta...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TEMER APROVA O TRABALHO ESCRAVO

De onde saiu essa criatura que atende na função de Presidente de um país com gente que trabalha para pagar feijão, arroz, carne seca, água?...