domingo, 19 de setembro de 2010

Poema de acreditar

O que quer que aconteça
vou querer.
Combaterei o frio
por você.
Enxugarei os caminhos.

Quando os dias parecerem frios
vou aquecer.
Tudo o mais que aconteça...

Temo muito eu sei,
mas deixa estar,
que meu peito não teme
se me abraçar.

Um comentário:

  1. OI SOLI, FICO FELIZ EM VOCÊ VOLTAR A ESCREVER...RESPONDA MEUS E-MAILS. BEIJOS!
    RAFA.

    ResponderExcluir

TEMER APROVA O TRABALHO ESCRAVO

De onde saiu essa criatura que atende na função de Presidente de um país com gente que trabalha para pagar feijão, arroz, carne seca, água?...