sexta-feira, 21 de maio de 2010

A sua mão em mim, acariciando as palavras que escreveria.
Aquecendo minha inspiração.
Isso é poesia?

A sua mão em minha mão, depois de tudo,
refazendo as forças do meu pulso,
para dar certo no outro dia:
isso é poesia?

A sua mão levantando a página do livro,
com o carinho de uma voz de mãe preocupada com o vento
no pulmão do filho:
isso é poesia?

E se não for poesia, do que se trata?

Nenhum comentário:

Postar um comentário