quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

PARA MINHA MÃE REGINA MARIA

Minha mãe, hoje, faz setenta e alguns anos. Daqui ouço o bater do machucador nos temperos de alguma comida, que, ao cabo, fica deliciosa.
Já tenho mais de trinta, e, antes ficava chateada por estar em casa de meus pais, com filha e tudo. Mas depois de algum tempo e bons amigos, acatei no coração que estar com ela, é, demais um benefício, pois, é tempo de ser filha de novo, e, pedir perdão e aprender a amar direito, e ser companheira.
Não sei amar ainda. Ainda cobro, ainda não respeito, não entendo o desamor ou falta dele por mim. Não sei, ainda, amar como Jesus amou, mas venho treinando. (rs)
O barulhinho da carne fritando, da panela de pressão apitando o feijão em cozimento, ora ou outra um refrão de música, geralmente um louvor da igreja, ou uma canção do padre Zezinho, ela entoa, enquanto exerce a arte de cozinhar.
Fico sentindo a presença de minha mãe e agradecendo: o cuidado, o carinho, a devoção por sua família. Tanto zelo e tantos filhos, seis criados, cinco que não ficaram... Uma lembrança eterna da mãe que fora embora enquanto esteve longe, em São Paulo. Ela repete essa história, sempre com o mesmo pezar.
Agora ela quebra um côco, ela não gosta de cozinhar peixe, com leite de côco industrializado. Ela quebra o côco, corta e rala. Isso tudo é carinho, é entrega, é minha mãe dizendo para nós, me dedico ao serviço de ser mãe e dona de casa e esposa.
Ouvindo aqui a presença viva de minha mãe, o barulho das panelas, o tilintar dos copos, o cheiro do café, parei para agradecer publicamente a Deus, por ter mãe viva e sã e para agradecer por estar por perto.
Feliz Aniversário minha mãe! O presente é nosso!

Sua filha Solineide Maria
24-02-2010

2 comentários:

  1. E aí Sol, colé de mermo?
    Blz?
    Show de bola seu blog. Lindas palavras. Parabéns!
    Abraços

    ResponderExcluir

TEMER APROVA O TRABALHO ESCRAVO

De onde saiu essa criatura que atende na função de Presidente de um país com gente que trabalha para pagar feijão, arroz, carne seca, água?...