domingo, 21 de fevereiro de 2010

O DIÁLOGO DO SOLDADO DE MADEIRA E DA MENINA DE PORCELANA (SOBRE SER CRIANÇA E SER ADULTO)

Numa festa de brinquedos
um soldado de madeira
perguntou para a "menina"
de porcelana:
- o que você desejaria
se fosse criança de verdade?
Ela olhou, e ficou séria
e respondeu de mansinho:
- queria que os adultos
não esquecessem a infância,
daí não fariam guerra,
não seriam egoístas,
e não pisariam na grama,
não seriam tão ranzinzas...
Queria mais,
queria que os adultos fossem
de fato humanos,
porque acho que se esquecem
quando crescem...
Queria mais, mas agora,
minha dona vem chegando
vou lhe dar muito carinho,
abraçar seu cabelinho,
vou brincar, brincar e rir,
logo ela crescerá, você sabe
e aí, certamente me esquecerá.

Solineide Maria de Oliveir - Fevereiro de 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A SERRALHARIA (saudade se corta com rebarbadora)

O barulho de uma serralharia aqui perto tem me trazido a infância. É que nos meus tempos de criança até a idade de 14 anos mais ou menos, ...